Solid Web

Carregando Solid Web

Ecommerce faturou R$ 53 bilhões em 2018

As vendas online em 2018 superaram R$ 53 bilhões em faturamento, uma alta de 12%, previsão para 2019 é um crescimento de 15%, podendo somar mais de R$ 61 bilhões em vendas...

Vendas online em 2018 superou R$ 53 bilhões em faturamento, uma alta de 12%

Previsão para 2019 é um crescimento de 15% nas vendas online, podendo somar mais de R$ 61 bilhões em vendas

Mesmo com todo cenário de dificuldades que a grande maioria dos comércios no Brasil sentiram na pele em 2018, e com o grande alarde sobre a crise que o país estava mergulhado, o segmento de comércio eletrônico se manteve impermeável às más notícias e obteve um faturamento de R$ 53,2 bilhões, um crescimento nominal de 12% em comparação ao ano de 2017. Foram registrados a bagatela de 123 MILHÕES EM PEDIDOS, realizados em e-commerces/sites, superando em 10% o ano anterior. Houve também uma alta no tíquete médio de cada compra, chegando a R$ 434,00, crescimento de 1%.

As previsões para 2019 são ainda mais animadoras, com uma expectativa para crescimento de 15%, ultrapassando os R$ 61 bilhões em vendas, o que deve também aumentar o percentual dos pedidos, com perspectiva para crescimento de 12%, podendo levar o tíquete médio para R$ 447,00, um aumento de 3%. Esses resultados positivos, segundo Ana Szasz, líder comercial da EbitNielsen, se devem a entrada de novos e-consumidores e a expansão do mercado de dispositivos móveis e da banda larga no Brasil, além da migração de clientes do varejo off-line para o comércio online.

As categorias que continuam liderando o ranking de vendas online são cosméticos, perfumaria e moda, que apesar de terem um tíquete médio com menor valor, possuem maior recorrência de pedidos, sendo uma tendência que deve se manter forte para 2019, diz Ana Szasz.

Para Ana, a entrada de novos players, fusões e aquisições, e a consolidação do modelo marketplace no Brasil tiveram forte impacto no crescimento registrado.

Esses resultados positivos poderiam ter sido ainda mais expressivos, não fossem alguns acontecimentos que acabaram afetando o setor, como a greve dos caminhoneiros, que represou cerca de R$ 407 milhões em compras, prejudicando as vendas do período da Copa do Mundo e Dia dos Namorados, além da instabilidade do período pré-eleitoral que também teve forte impacto nas vendas, deixando o segundo e terceiro trimestre com resultados abaixo do previsto. O mais interessante foi que as vendas mantiveram-se aquecidas no início do ano, e em 2018 o Brasil teve a melhor Black Friday da história, com vendas muito acima da expectativa, explica Ana.

Essas informações deixam muito claro o rumo que comércio no Brasil e no mundo estão seguindo, e nos fazem refletir sobre uma frase que já disse à muito tempo o grande visionário Bill Gates: "EM ALGUNS ANOS VÃO EXISTIR DOIS TIPOS DE EMPRESAS: AS QUE FAZEM NEGÓCIOS PELA INTERNET E AS QUE ESTÃO FORA DOS NEGÓCIOS".

Se a sua empresa ainda não está vendendo pela internet, não perca mais tempo, entre em contato conosco agora mesmo e comece a faturar nesse poderoso mercado de vendas online!

Celso Lorena
celsolorena@solidweb.com.br

Contato

Veja mais

WhatsApp